terça-feira, 31 de agosto de 2010

Elasticidade


Assistindo ao filme Alice no país das maravilhas encontrei uma certa semelhança entre eu e a personagem principal. Não só por fazer o tipo loirinha indefesa. Mas, principalmente pelo fato de também viver em uma constante elasticidade.

Me sinto pequenininha diante da injustiça impregnada nas pessoas que me cercam. Da ignorância e da estupidez alheia. De um grito e de uma patada à queima-roupas. Do olhar frio e distante de quem tanto tenho afeição. De palavras proferidas na hora da raiva. De argumentos sem fundamentos. Da omissão da verdade. E, principalmente de quem sente medo de amar e perdoar.

Me agiganto ao ter por perto quem amo. Ao receber um abraço apertado de quem tanto me quer bem. Ao valorizar os pequenos detalhes. Ao desfrutar de uma bela companhia  depois de um dia turbulento.  Ao ver o quanto Deus é bom e  saber aproveitar tudo o que Ele nos dá.


Nenhum comentário: