sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Super Sincera



Quem lembra do personagem Salgado Franco interpretado por Luiz Fernando Guimarães no quadro Super Sincero apresentado no Fantástico? Uma atuação impagável e bem comum ultimamente em meu cotidiano. Depois de 21 primaveras, entrei para o senso da realidade. Se você não entrou nova, quando estiver mais velha não escapa. Pode ter certeza!

O X da questão é o seguinte: depois de um certo tempo apanhando da vida, você desperta e entra para o senso da realidade. Isso mesmo, aquela que muitos temem por acreditar que tê-la em excesso degrada a vida de qualquer um. Pura balela. E eu, prematura que sou, já faço parte da equipe. E qualquer um que cruzar o meu caminho, não se deixe levar pelo rostinho de menina e os vestidinhos de boneca: por trás disso tudo existe uma velha.

Uma mãe cegueta, que não enxerga um palmo na frente do nariz , diz não saber o que fazer para o filho se dar bem nos estudos e afirma que vai trocar de explicadora pela segunda vez porque há algum problema.

- Senhora, o problema não está nas explicadoras. Está no seu filho que não quer nada com nada.

O cobrador da condução diz que é tarifa única para todos e que o preço a pagar é R$ 2,25 quando na verdade é R$ 1,50.

- R$ 2,25? Sempre paguei menos e não vai ser aqui que vou pagar esse valor. Quero meu troco, por favor!

O bonito faz charme e diz na hora da briga que tem um monte de gente o querendo.

- Querendo você ou querendo seu carro?

Comigo é assim: se falar o que quer, vai ouvir o que não quer.
'Eu sou sinceeeeero...' ♫ 

Nenhum comentário: