sábado, 10 de setembro de 2011

Corpolatria



Corpolatria: Culto exagerado ao corpo

Em meio a uma aula onde o tema abordado era Corpolatria, chegamos a uma conclusão: as pessoas hoje estão muito voltadas para o exterior. Se você está acima ou abaixo do peso, pegue uma cordinha e amarre no seu pescoço: o sufocamento fica por conta dos adpetos da Corpolatria. Vão sufocar o que criatura? Seu ego, sua autoestima, seu pensamento, sua liberdade.

Quantos não estão pegando pesado na malhação para desfilar um corpinho de Juliana Paes no próximo verão? A mídia vende um pseudo pó de pirlim-pim-pim que num piscar de olhos, shazan: você se transforma em uma mulher fruta. Barriga de tanquinho, bumbum empinado, seios fartos e tudo mais. Postar fotos no Orkut, Facebook e afins virou um negócio. Vai que tem um olheiro esperando o momento exato para descobrir e investir nesta nova máquina de sedução: você! Uma oportunidade assim não pode ser jogada pela janela, não é mesmo? Seria um salto daqueles.

Daqueles frustrantes. Porque a juventude não dura para sempre e quem é que pode com a velhice? Não há Photoshop, academia ou receitinha que dê jeito. As rugas aparecem, as expressões do rosto vão ficando cada vez mais gritantes, a carne fica flácida, a disposição vai diminuindo e os momentos de glória vão para os cafundós. Valor imensurável mesmo tem a sua essência, o seu caráter, o seu interior. Nada disso se perde com tempo. Pelo contrário, cada vez mais arrebata pessoas para o seu lado.

Fica a dica!

Nenhum comentário: